Inscreva-se

Atitus Logo
AtitusCursosDiferenciaisInovação

Transição de carreira para TI: Por que vale a pena investir nessa área

Publicado em 24/09/2022

Escrito por: Comunicação Atitus

Entenda as razões que levam a tecnologia da informação a conquistar cada vez mais a atenção de quem busca mudar de profissão

Com uma demanda média anual de 159 mil profissionais de Tecnologia da Informação e Comunicação, o Brasil forma apenas cerca de 53 mil pessoas por ano em cursos de perfil tecnológico.

Um déficit de 106 mil talentos, segundo dados do relatório Demanda de Talentos em TIC e Estratégia ΣTCEM (2021), da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

Para empresas e governos, o cenário é preocupante, desafiando planos de expansão e transformação digital. Já para estudantes e profissionais, os números representam um recorte de um solo fértil para construção de carreira.

Enquanto a média nacional de salários é de R$2.001, de acordo com o mesmo estudo, a remuneração média do setor de serviços de TI é de R$5.028, ou seja, 2,5 vezes superior. Investir na carreira na TI abre a possibilidade de ampliar os ganhos financeiros, de forma quase que imediata.

Mas onde, especificamente, estão as oportunidades e o que é preciso para ingressar nesse mercado?

O QUE TEM ATRAÍDO OS PROFISSIONAIS PARA A ÁREA DE TI

O crescimento no número de vagas, impulsionado pela aceleração na transformação digital, e as atrativas condições de trabalho, com a expansão do trabalho remoto durante a pandemia, estão entre os principais fatores que levam cada vez mais profissionais a buscarem seu lugar no mercado de TI.

Para a head do Meta League - programa de desenvolvimento de talentos para TI da Meta -, Branca Finamor de Oliveira Adaime, as boas oportunidades não mais se restringem a quem mora nos grandes centros urbanos ou próximo a eles. Esse é um fator que vem atraindo profissionais que buscam conciliar carreira com estilo de vida ou profissionais de localidades em que não tinham acesso e oportunidade de trabalho em empresas do segmento.

Referência nas áreas de TI e Transformação Digital, a Meta conta com cerca de 2.500 colaboradores e profissionais em mais 100 cidades pelo mundo. As oportunidades para esse mercado, conforme Branca, abrangem os mais diversos perfis, desde a área de vendas até o desenvolvimento de produtos e prestação de serviços.

“Ou seja, além da grande procura por programadores em si, os profissionais das áreas de Arquitetura de Software, Dados, Segurança de Informação, Design, Agilidade e Negócios, por exemplo, também vêm sendo bastante solicitados”, destaca.

SOMANDO EXPERIÊNCIAS

Para quem já cursou parte de outra graduação ou até mesmo já é formado, é importante lembrar que conhecimento e experiência não se perdem. Eles são ativos que se somam e podem até contribuir para a conquista de uma vaga por quem está em processo de transição.

“Uma pessoa que tem experiência administrativa, por exemplo. Para quem vai trabalhar com tecnologias de gestão, isso pode ajudar muito, pois faz com que você conheça o fluxo da informação e então isso pode ser super importante. É óbvio que a pessoa tem que deixar claro no seu currículo que ela busca trabalhar com tecnologia aplicada e isso vai fazer com que a empresa a olhe com bons olhos”, avalia o coordenador do curso de Ciência da Computação da Atitus, Marcos Roberto dos Santos.

Com pensamento semelhante, Branca traz mais exemplos: “Profissionais que vêm de carreiras relacionadas à Música ou à Arte, em geral, podem agregar a partir da habilidade criativa. Profissionais com formação anterior em Letras costumam ter facilidade para construir ‘boas e bem escritas histórias’ nos projetos dos quais fazem parte, etc.”

HABILIDADES E DESAFIOS

Facilidade para trabalhar com projetos, resolução de problemas, mentalidade ágil, colaboração e raciocínio lógico estão entre as características demandadas pelo mercado de tecnologia.

“O estudante tem que se dedicar bastante em cima dessas premissas. Outro ponto é a questão da atualização. Você tem que estar constantemente atualizado, buscando o que saiu de novas versões de tecnologias e sistemas, porque isso faz uma diferença quando você vai atuar no mercado de trabalho. Então, há todo um contexto que é levado em conta”, pontua Marcos.

Mas, para quem está iniciando a carreira em TI, o principal desafio em termos de mercado de trabalho, na análise de Branca, está no fato de que muitas vagas de emprego exigem que o profissional já tenha alguma (ou muita) experiência.

“De fato, ainda há uma abertura parcial do mercado para oportunidades para quem está ingressando em TI. Por isso, acho importante que quem tem interesse em ingressar no mercado de tecnologia, esteja aberto para começar no segmento em vagas de estágio ou oportunidades em que a remuneração não seja o principal atrativo, ou focar em empresas em que seja possível a construção de uma carreira”, enfatiza Branca.

Caso não seja possível lançar mão da questão financeira, ela acredita que fazer uma transição mais gradual pode ser a melhor opção.

REDIRECIONAMENTO DE CARREIRA

A crença de que a tecnologia é capaz de transformar experiências levou o então professor Vitalino Pitt, de Passo Fundo, a iniciar o processo de transição de carreira para a TI. Ele conseguiu migrar para a área sem precisar se desligar da empresa em que trabalha há 24 anos.

Formado e pós-graduado em Filosofia, com Licenciatura em Filosofia, História e Psicologia, aos poucos, trocou o giz, o quadro verde (lousa), o caderno e os livros didáticos das aulas pelas ferramentas que, hoje, o apoiam na coordenação da área tecnológica da Escola Redentorista Instituto Menino Deus, em Passo Fundo.

Aos 48 anos, estudante do V nível de Ciência da Computação na Atitus, ele acredita que a tecnologia permite que os alunos tenham conteúdos mais dinâmicos, que a aprendizagem seja mais eficiente e que o processo de ensino aprendizagem seja facilitado.

“A boa prática pedagógica, obrigatoriamente, precisa usar das ferramentas tecnológicas para trabalhar com qualidade os conteúdos e habilidades de maneira criativa e produtiva. Escolhi a tecnologia, porque sou um apaixonado por ela e conheço os benefícios que a mesma pode trazer para a formação integral do ser humano”, explica.

Para ele, a área da tecnologia tem se mostrado terreno fértil para oportunidades, uma vez que privilegia a agilidade, a segurança, entre outras facilidades e melhorias que proporciona na vida das pessoas, em todas as esferas. Por outro lado, o custo de investimento para formação, aquisição de equipamentos e, até mesmo, a resistência de algumas pessoas podem ser considerados entraves.

Ao mesmo tempo, Pitt acredita que esse é um “caminho sem volta”. Com a adesão de novas ferramentas no dia a dia das pessoas, crescimento rápido e se popularizando com o passar do tempo,, o profissional da tecnologia tende a ser cada vez mais valorizado. Já o crescimento acelerado deve assegurar bons empregos e salários.

Ensino de qualidade, suporte do corpo docente e dos colegas, segundo ele, tornam a experiência da transição mais leve. “Os aprendizados são a segurança que levo para enfrentar os desafios e dificuldades que vão surgindo no dia a dia de nossa vida profissional.”

VOCÊ PRECISA SABER*

  • As oportunidades na área de TI, mesmo para quem está iniciando, exigem um certo conhecimento técnico como pré-requisito para a contratação.
  • O conhecimento, ainda que básico, em alguma tecnologia específica, ou mesmo um bom domínio de lógica de programação costumam ser requisitos técnicos solicitados e avaliados pelos recrutadores. Contudo, cada vez mais, apenas um bom desempenho técnico não garante a contratação, sendo que as chamadas soft skills vêm ganhando relevância nos processos seletivos.
  • Autoconhecimento, saber trabalhar em equipe, capacidade de aprender e reaprender, adaptabilidade, proatividade e boa comunicação estão entre as habilidades mais valorizadas.
  • Por isso, a principal dica é: não pare de estudar, conheça seus pontos fortes e como eles podem agregar no trabalho, e busque constantemente o autodesenvolvimento e a autoevolução. Boa sorte! *Com dicas de Branca Adaime

DESPERTOU MAIS CURIOSIDADE? QUE TAL ENTENDER POR QUE TI PODE SER CONSIDERADA A PROFISSÃO DO SÉCULO?

FIQUE LIGADO
NA ATITUS

Ao se cadastrar para receber nossos conteúdos, você concorda com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Fale com a gente

51 4004 4818

© 2022 Atitus Educação.

logo