Inscreva-se para o Vestibular

Atitus Logo
AtitusCursosDiferenciaisInovação

Tecnologia da Informação: O que faz dessa área indispensável para empresas

Publicado em 24/09/2022

Escrito por: Comunicação Atitus

A consolidação do home office, impulsionada pela pandemia do coronavírus, trouxe grandes transformações ao mundo corporativo

As empresas passam por transformações intensas, e isso é recorrente. A pandemia de Covid-19 acelerou e muito os processos de gestão, organização e elaboração de projetos e métodos que contribuem para a expansão no mercado. O investimento em Tecnologia da Informação (TI) pode ser uma excelente estratégia para abranger todos esses fatores. Neste conteúdo, você vai compreender como a TI pode ser o melhor caminho para deixar os negócios das companhias mais estáveis, organizados e potentes para atuar com sucesso no mercado empresarial.

O mestre em computação e coordenador do curso de Ciência da Computação da Atitus, Marcos Roberto dos Santos, explica que existem dois tipos de empresas de tecnologia: as que buscam profissionais para criação de novas tecnologias - como softwares e hardwares - e as que atuam nos demais segmentos que dependem de profissionais de tecnologia para manter os seus sistemas em funcionamento - como sistemas de gestão, de CRM, financeiro, entre outros.

“Cada vez mais, as empresas estão se dando conta que, sem tecnologia, é muito difícil você fazer a gestão do negócio. Além de toda uma questão de volume de dados, que é humanamente impossível gerir quando não se utiliza softwares”, comenta.

Diante desse panorama, a tecnologia vem se tornando mais relevante dentro das empresas e uma aliada dos processos ágeis, liberando as pessoas para novas conexões e oportunidades de negócios.

“Para se utilizar dessas ferramentas, é necessário ter um background de sustentação que dá todo o aparato de funcionamento, e isso envolve servidores, banco de dados, questão de segurança da informação, Lei Geral da Proteção de Dados (LGPD). É como se fosse uma engrenagem para se colocar de pé. Mesmo em empresas que não são de tecnologia, são superimportantes e demandam por profissionais capacitados”, acrescenta Marcos.

Para alcançar o sucesso na área, o docente reforça que os profissionais de TI precisam adotar práticas e soluções que abordam o aperfeiçoamento dos processos de gerenciamento de informações e focar nos resultados finais que beneficiarão a empresa.

SOBRAM VAGAS E FALTA MÃO DE OBRA

Uma pesquisa da Associação das Empresas de Tecnologia da Informação (Brasscom) aponta que o setor deve contratar, até 2024, mais de 400 mil profissionais. O número, entretanto, se contrapõe à baixa quantidade de formação de mão de obra anual e desperta um alerta para o risco de um apagão de profissionais qualificados para ocupar os postos vagos.

Para o professor Marcos, ainda existe uma questão muito tradicional que impede que surjam novos profissionais de tecnologia.

“Quando os jovens estão entrando para o ensino superior, acabam seguindo a mesma profissão da família, por exemplo. Se o pai era advogado, o filho vai ser, vai fazer Direito. Se o pai era médico, o filho vai fazer Medicina e assim por diante. Somos apegados ao tradicional e como a tecnologia não fazia parte, até pouco tempo atrás, não se tinha esse profissional que existe hoje em dia. É um cenário que vem mudando”, prevê.

Outra possibilidade, segundo o mestre em computação, é de que as pessoas possam ter receio na hora da escolha da carreira que pretendem seguir. “Ciência da Computação é um curso de ciências exatas, o que pode causar um certo susto. Tem pessoas que, às vezes, não têm esse perfil de estudo, de trabalho, mas é importante ressaltar que não é um curso difícil, mas um curso que envolve dedicação, lógica e utilização de equipamentos eletrônicos”, finaliza Marcos.

SOLUÇÕES EM TI PARA EMPRESAS

Emanuele Amanda Marques, estudante do 6° semestre de Ciência da Computação da Atitus, é cofundadora da Loopz Company – que oferece aos seus clientes soluções inovadoras em Web Design, Brading, Websites, SEO, Sistemas e Consultoria.

A Loopz atua com tecnologias estado-da-arte para influenciar diretamente nos recursos projetados pela Tecnologia da Informação. Além dos projetos internos, também contam um sistema voltado a casamentos e trabalham no desenvolvimento de um aplicativo de jogo, que traz um sistema de controle de contas.

“Estamos totalmente inseridos na tecnologia. Temos clientes que contrataram nosso time como serviço para construir suas soluções, e também estamos apostando em construção de produtos, seguindo as melhores práticas de desenvolvimento de software do mercado, no segmento B2B”, explica Emanuele.

Também é cofundador da Loopz o estudante de Ciência da Computação Paulo Cesar Martins Citron. Junto com Emanuele, ele conta com o trabalho de mais cinco profissionais.

“Testamos tendências de processos e tecnologias o tempo todo em projetos internos, dessa forma conseguimos estar sempre atualizados. Nosso diferencial são as pessoas. Focamos em ter parceiros que consigam resolver qualquer problema, trazendo soluções inovadoras. Apostamos em um ambiente em que as pessoas se sintam bem e consigam ser produtivas”, acrescenta.

A equipe multidisciplinar da empresa de Tecnologia da informação traz conhecimentos não centralizados. “Temos domínio de diversos processos e pessoas que trabalham em outros projetos fora da Loopz, conseguindo trazer as vivências externas para somar na equipe. Além disso, temos trilhas de treinamento internas para desenvolvimento das pessoas e garantia da descentralização de conhecimento”, finaliza Emanuele.

TRABALHO REMOTO PARA QUALQUER LUGAR DO MUNDO SEM SAIR DE CASA

A consolidação do home office, impulsionada pela pandemia do coronavírus, trouxe grandes transformações ao mundo corporativo. As fronteiras foram abertas para o mercado de trabalho. Nos últimos meses, organizações de várias partes do mundo estão buscando no Brasil talentos para compor seus times. Entre as demandas de vagas, as principais estão na área de Tecnologia da Informação.

Graduada em Ciência da Computação pela Atitus, Vitória Paczek, já trabalhou, de forma remota, para uma empresa dos Estados Unidos. Atualmente, segue no home office, mas em outra empresa multinacional. Ela é coordenadora de projeto na Wipro Technologies, empresa indiana de Tecnologia da Informação.

“Eu acho que com o home office as coisas mudaram. As empresas não precisam ir nos grandes centros para achar bons profissionais. Em torno de 70% do meu time não está nas capitais”, relata.

Vitória, que mora na cidade gaúcha de Carazinho, no norte do Estado, comenta que não possui interesse em trabalhar presencialmente.

“Aqui no interior, as empresas e os trabalhos de TI não são tão desenvolvidos. Então, eu não tenho interesse em prestar um serviço aqui, se eu consigo prestar um serviço para São Paulo, Estados Unidos, Índia. Para mim, a recompensa é maior”, finaliza.

ÁREAS PARA TRABALHAR NA TECNOLOGIA JUNTO ÀS ORGANIZAÇÕES

Conheça agora um pouco mais sobre as profissões que surgiram graças à tecnologia e descubra algumas áreas que podem render boas oportunidades para trabalhar nas empresas.

Web design Para as pessoas criativas e que gostam de estar por dentro das novidades do meio virtual, o web design pode ser uma opção de carreira interessante. O profissional desse ramo é responsável por elaborar a estrutura e o visual de um site.

Programação e desenvolvimento para web Se o seu interesse principal é mais direcionado à parte lógica e aos códigos, uma alternativa pode ser se qualificar em programação. Nessa área, o profissional aprende a desenvolver programas, sites, aplicativos, softwares e outros projetos na área de tecnologia.

Segurança Essa é uma das melhores áreas de tecnologia no que se refere às oportunidades de emprego. O objetivo é manter a rede (programas, sistemas operacionais e equipamentos) protegida, evitando que ela sofra o ataque de cibercriminosos.

Suporte técnico O profissional que atua nessa área é fundamental para qualquer empresa. Ele é responsável pela estrutura física da rede local e dos computadores e pelos sistemas operacionais. Dessa forma, ele soluciona os problemas que os clientes internos possam encontrar no dia a dia.

Sistemas Essa área tem o objetivo de resolver problemas das redes, relacionados tanto aos sistemas computacionais de software como de hardware. O profissional que atua na produção de software, por exemplo, precisa ter conhecimentos de engenharia para desenvolver ferramentas e plataformas, realizar testes e fazer a documentação. Jogos digitais Quem tem afinidade com games e tecnologia pode escolher ainda trabalhar com jogos digitais. Esse profissional produz para internet, computador, tablets, celulares, videogames e outros dispositivos.

E-commerce A internet é cada vez mais usada pelas empresas que desejam manter um contato próximo com os clientes. Nesse sentido, a popularização do comércio virtual abre oportunidades no mercado para quem quer atuar na área de desenvolvimento de sistemas de e-commerce.

Redes de informática Esse campo de atuação é responsável por desenvolver e manter diversas redes de comunicação de dados, desde infraestruturas expansivas em nuvem até intranets organizacionais. Em geral, quem atua na área são os arquitetos de redes de informática.

Computação em nuvem A computação em nuvem é uma realidade cada vez mais comum em empresas de diversos setores. Organizações que querem crescer e se destacar precisam usar esse modelo de computação em seus negócios.

E você já sabe em que área quer trabalhar? Esperamos que essas sugestões possam te ajudar nessa decisão. Se quiser ficar bem informado sobre as novas profissões, carreira, estudos e tecnologia, siga a Atitus nas redes sociais.

Estamos no Instagram, Facebook, YouTube, Twitter e LinkedIn.

FIQUE LIGADO
NA ATITUS

Ao se cadastrar para receber nossos conteúdos, você concorda com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Fale com a gente

51 4004 4818

© 2022 Atitus Educação.

logo