Inscreva-se

Atitus Logo
AtitusCursosDiferenciaisInovação

Por onde começar a construir a carreira na Medicina Veterinária?

Publicado em 24/09/2022

Escrito por: Comunicação Atitus

O estágio é considerado a porta de entrada para estudantes interessados em vivenciar o dia a dia da profissão. Entenda como tirar melhor proveito dessa experiência

Apesar do número de faculdades que se tem no Brasil chegar aproximadamente a 300, o cenário da profissão da Medicina Veterinária para quem busca inserção e ascensão desde cedo, ainda durante a faculdade, é muito positivo.

Gostar de animais é regra, mas, ao contrário do que muita gente imagina, não é o único pré-requisito para se tornar um profissional qualificado em Medicina Veterinária. Para seguir na profissão, é preciso sim ter aptidão para a cura e focar a carreira na qualidade de vida, tanto dos animais, quanto das pessoas.

Mas também é preciso gostar muito do que faz, e se dedicar desde o início da faculdade a estágios e oportunidades de projetos de extensão, afinal, um médico veterinário vai trabalhar muito!

ESTÁGIO: A PORTA DE ENTRADA PARA O FUTURO PROFISSIONAL

Desde o momento em que se entra em uma faculdade, o caminho do mundo profissional escolhido se torna um misto de dúvida com curiosidade para o estudante. Existem muitas possibilidades e, por vezes, é difícil escolher um segmento específico para concentrar os esforços e atuar por boa parte da carreira profissional.

É por isso que vivenciar o maior número de oportunidades durante a graduação e se permitir fazer diversas experimentações no ramo escolhido podem ser formas de facilitar a escolha e torná-la a mais assertiva possível.

Na Medicina Veterinária, assim como em todas as outras áreas, o que proporciona essa experimentação e o conhecimento do todo que engloba a área escolhida, tem início na realização de estágios.

E isso é extremamente importante, tanto para os alunos, quanto para as empresas que proporcionam esse momento do contato do acadêmico com a realidade que ele vai encontrar quando concluir seu curso.

Giovani destaca que existem muitos benefícios e oportunidades que podem surgir para os alunos que estão fazendo estágio, dentro de empresas, ainda durante a graduação.

“O maior benefício da realização de estágios durante a graduação é colocar em prática e presenciar a rotina de manejos e casos clínicos, corroborando com os conhecimentos adquiridos durante as disciplinas no decorrer do curso. Mesmo nos primeiros semestres, o acompanhamento dos alunos é fundamental, fazendo com que muitas informações adquiridas durante o acompanhamento dos profissionais possam ser úteis para conciliar o conteúdo das disciplinas. Além disso, os certificados dos estágios melhoram o currículo dos acadêmicos, sendo este essencial para colocação posterior no mercado de trabalho”, comenta o professor.

Para os acadêmicos, entre as vantagens estão o contato com outros profissionais da área, a formação de network e a possibilidade de efetivação nos locais onde foi realizado estágio. Compreendendo que os estágios como uma importante ferramenta para a construção de um profissional qualificado, os cursos de graduação buscam estabelecer parcerias com empresas atuantes no setor.

“As empresas com atuação de médicos veterinários e médicos veterinários autônomos são buscadas, dentro do Curso de Medicina Veterinária da Atitus, a fim de atender as diferentes áreas de atuação profissional. Consequentemente, isso atende os anseios e objetivos dos acadêmicos, a fim de ter uma formação mais assertiva para as necessidades do mercado de trabalho”, pontua Kolling.

Segundo ele, para se proporcionar um estágio com forte base de conhecimento ao estudante, os parceiros são pensados a partir de sua experiência e referência nas diferentes áreas, além de possuírem disponibilidade para receber os acadêmicos, contribuindo efetivamente para a preparação dos mesmos para a atuação profissional posterior.

E O QUE PENSAM AS EMPRESAS SOBRE ISSO?

Atualmente, as organizações têm apostado, e muito, na presença de estagiários para acompanhar a rotina de trabalho e contribuir para a formação de profissionais cada vez mais qualificados, conforme as necessidades apresentadas pelo mercado.

Uma dessas empresas é o Instituto Médico Veterinário Saúde Animal, de Passo Fundo. Fundada em 2003 pelos veterinários Everton Camargo e Fabrício Fioreze, a empresa conta, desde a sua criação, com estagiários de toda a região compondo os grupos de trabalho que atuam na rotina do espaço.

Fabrício pontua que, receber os estudantes, independentemente do semestre em que estejam realizando a faculdade, é muito importante para o crescimento profissional dos futuros médicos veterinários, e também para a troca de informações entre estagiários e profissionais já formados.

“O estagiário que nos acompanha no dia a dia, vivenciando situações reais de consulta, cirurgias, rotina da internação, e isso traz muita vivência e experiência, tanto para os alunos como para nós, que já somos formados. Acompanhar as situações variadas do dia a dia a campo soma-se à formação do aluno, que consegue vivenciar a rotina prática da veterinária, daqueles conhecimentos teóricos que são acompanhados dentro de sala de aula”, comenta.

Ele ainda ressalta que, para uma completa formação de médicos veterinários, é necessário passar pela experimentação por meio de estágios. “Pensamos que a formação de futuros veterinários só é completa com a realização de um estágio prático, que acompanhe o dia a dia a vivência diária de situações reais, de consultas, de cirurgias, de internações. E é muito prazeroso para nós, e gratificante, podermos contribuir com a formação desses alunos que serão futuros veterinários e colegas de trabalho”, afirma Fabrício.

UM MUNDO DE POSSIBILIDADES

Natália Vieira é uma das profissionais que teve a oportunidade de fazer do estágio de graduação, o seu primeiro emprego após a conclusão do curso. Natural da cidade de Marau, a formanda teve na empresa JBS a sua contratação após ter passado por meses de trabalho como aprendiz. Ela conta como foi sua escolha profissional e relata também que foi sua supervisora de estágio de dentro da empresa quem facilitou a conquista da vaga efetiva.

“Desde criança, eu quis ser médica veterinária. Acho que como muitas crianças, esse sempre foi o sonho. Quando eu comecei a fazer faculdade, pensava em trabalhar com clínica de pequenos animais, porém, com o passar do tempo, eu fui direcionando minha atenção para a área de avicultura, me interessando bastante pela área de inspeção. Quando eu fui para o estágio na empresa JBS, consegui acompanhar toda a parte do bem-estar animal, fluxograma de observação dos parâmetros de insensibilização, até a parte de qualidade do produto final”, conta.

Natália seguiu o caminho que se abriu durante a faculdade e, agora, ao estar inserida no mercado de trabalho, está apta a ocupar cargos de destaque, com base em todo o conhecimento prático que foi adquirido dentro do seu período de estágio.

“Me sinto totalmente apta para essa vaga que eu tive a oportunidade de ocupar. Isso porque, desde o primeiro dia, eu mostrei interesse, fui atrás, questionei e, de certa forma, eu fui preparada para essa contratação desde o meu primeiro dia de empresa. Existem muitas possibilidades para quem começa a fazer estágio, e se você mostra interesse, com certeza você vai ter uma grande oportunidade dentro da empresa. Ao fazer um estágio, você já sai treinado, sabendo tudo o que a empresa precisa que seja feito, muito porque o estagiário é extremamente valorizado, sendo tratado como profissional, como um médico veterinário. Por esses motivos, é muito importante se dispor a fazer um estágio, pois, no final, é ele que vai determinar o rumo da tua carreira”, finaliza a profissional.

SE LIGA NAS DICAS!

Para quem está na graduação e ainda está na dúvida sobre qual segmento apostar, e não sabe se está no momento ideal para procurar um estágio, se liga nessas dicas do Coordenador de Estágios da Veterinária, professor Giovani, para você emplacar de vez aquela oportunidade profissional para enriquecer sua bagagem de conhecimentos.

“Primeira atitude é demonstrar interesse em não permanecer com os conhecimentos adquiridos só em sala de aula. O segundo passo para quem deseja fazer um estágio é mostrar pró-atividade e conhecer as empresas ou locais de referência nas áreas de interesse. Terceiro, buscar conversar com os professores e coordenador de estágios sobre as vagas disponíveis e locais parceiros do curso de medicina veterinária”, explica.

E ele ainda deixa um recado importante. “Lembre-se: por mais que você se sinta perdido e não saiba em qual área irá seguir quando formado, ou até mesmo que tenha certeza, a medicina veterinária possui dezenas de campos de atuação. Conhecer, praticar e vivenciar algumas delas é fundamental para preparar o acadêmico e futuro profissional.”

E aí, vai ficar parado? Esperamos que, com esse conteúdo, você tenha conhecido um pouquinho mais sobre o quão determinante um estágio pode ser para sua carreira. Se ele foi útil para você, compartilhe em suas redes sociais e nos ajude a levá-lo a mais pessoas.

FIQUE LIGADO
NA ATITUS

Ao se cadastrar para receber nossos conteúdos, você concorda com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Fale com a gente

51 4004 4818

© 2022 Atitus Educação.

logo