Atitus Logo
AtitusCursosDiferenciaisInovação

Estagiando: quando as oportunidades agregam conhecimento

Publicado em 16/03/2023

Escrito por: Fabiano Oliveira

A egressa Lara Würzius conta como foram seus estágios extracurriculares

Durante a graduação, os estudantes têm inúmeras possibilidades de desenvolvimento e crescimento, independentemente do curso escolhido. Uma delas é a realização de estágios, que complementam e preparam os profissionais para um mercado de trabalho cada vez mais exigente e competitivo. Na área do Direito, não é diferente. Um exemplo disso é a advogada Lara Würzius, de 22 anos, formada pela Atitus Educação no semestre passado, que conta sua história em mais um conteúdo da série Estagiando.

Ainda no ensino médio, Lara teve a primeira vivência na área, na 109ª Zona Eleitoral do Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Sul (TRE/RS), do município de Tapera, onde reside. “A Zona Eleitoral era dentro do fórum, onde tive o primeiro contato com o mundo jurídico. Minhas atividades eram o cadastro de títulos eleitorais, recadastramento biométrico e auxílio nas atividades pertinentes às eleições e aos mesários. Esse estágio me agregou conhecimento, uma segunda família e uma perspectiva de escolha profissional”, revela.

Lara3.jpg

Na sequência, a jovem decidiu dar mais um passo na carreira, buscando um curso superior. “Lá em 2017 eu escolhi cursar Direito na IMED, que agora é Atitus Educação, pelos seus diferenciais, pela boa reputação e pelas suas boas notas no MEC. Em conjunto com a graduação, vivi um histórico de estágios, o que agregou uma carga de conhecimento, de prática e de visualização da teoria ofertada ainda nos primeiros semestres”, explica.

A oportunidade de Lara desenvolver seus conhecimentos veio já no segundo ano de faculdade. “Meu primeiro estágio profissional foi no Tribunal de Justiça (TJ/RS), no Foro da Comarca de Tapera, em 2018. A seleção foi feita através de uma redação. Minhas atividades por lá eram despachos junto ao gabinete do juiz, além do atendimento no balcão do Cartório Judicial”, disse.

Lara2.jpg

Logo depois, em 2018, a acadêmica estagiou na Defensoria Pública Estadual (DPE/RS), na Comarca de Não-Me-Toque. “A DPE do município, à época, não contava com defensor titular, somente um técnico que realizava a triagem e cadastro do público. Eu era a única estagiária, responsável pelas petições, iniciais e acordos que os defensores de Carazinho corrigiam”, enfatiza Lara.

“Foi um grande desafio, mas todos lá sempre foram muito prestativos para me ensinar. Foram dois anos de muito crescimento pessoal e profissional, de várias “carinhas” de gratidão dos assistidos e da construção de um amor pela instituição. Um agradecimento especial ao Dr. Mateus por acreditar no meu potencial mesmo estando somente no segundo semestre da graduação”, agradece.

Entre um estágio e outro, veio a pandemia, o que também foi lembrado pela egressa. “Pela pandemia, dois anos da graduação foram à distância. Meu retorno às atividades presenciais foi direto para os estágios e o TCC, com uma gratidão eterna ao professor Alexandre, um profissional incrível e uma pessoa iluminada”, destaca Lara.

Lara4.jpg

Outra oportunidade compartilhada por ela foi a atuação em um escritório de advocacia. “Esse estágio me proporcionou conviver com a área ainda durante a graduação e sou grata por isso, mas me agregou muito mais sobre como não quero tratar meus clientes, sobre ser necessário um controle das demandas e, principalmente, sobre ética profissional e saber prestigiar e vibrar com as conquistas do próximo, coisas que priorizo muito no meu escritório hoje”, pontua.

A importância das experiências fora da faculdade também foi frisada por Lara. “O principal ponto a se destacar na realização de um estágio extracurricular é a carga enorme de conhecimento que o estudante adquire com a prática, em consequência, um acompanhamento melhor das aulas práticas e a correlação de matérias com casos concretos trabalhados nos estágios”, considera.

“Os estágios abrem campo para conhecer áreas dentro do curso, agregar crescimento pessoal e profissional, construir laços de amizades e entender de quais áreas você gosta ou não, além de ver a vida real, no caso do meu curso, observar os acertos e os erros da Justiça e do Judiciário ”, salienta.

“Todos os estágios extracurriculares construíram a Lara de hoje, quem sou como pessoa e como profissional. Agradeço a todos que cederam tempo e paciência para compartilhar conhecimento até eu aprender e poder realizar as tarefas sozinha, bem como a todos que cruzaram minhas jornadas de estágios e me permitiram criar um vínculo de amizade”, celebra.

Lara1.jpg

Aos acadêmicos da Atitus, a egressa sugere a busca pelo desenvolvimento de habilidades que são esperadas pelo mercado de trabalho. “Recomendo lapidar a boa comunicação e a boa escrita, pois são primordiais nas seleções de estágios extracurriculares. Caso não tenha experiência, vale a pena investir um tempo em cursos, pois existem muitas opções online e gratuitas”, destaca.

Agora, a recém-formada planeja os próximos passos de sua carreira. “Tenho uma estrutura de escritório e uma sociedade a ser firmada formalmente. Nos próximos capítulos vou descobrir se quero realmente advogar ou seguir para as outras partes do leque de oportunidades que o curso de Direito proporciona”, explicou a advogada, que ressaltou ter passado no Exame da Ordem ainda no nono semestre da graduação.

Série Estagiando

Toda semana contamos histórias de alunos e egressos da Atitus que viveram experiências enriquecedoras nos estágios. Acompanhe pelo site e pelas redes sociais da Instituição.

FIQUE LIGADO
NA ATITUS

Ao se cadastrar para receber nossos conteúdos, você concorda com os Termos de Uso e Políticas de Privacidade.

Fale com a gente

Contato

51 4004 4818

Contato

© 2022 Atitus Educação.

logo